Seu pai é traficante, o meu é detetive

7 Nov

Uma semana antes a polícia havia prendido dez integrantes da máfia calabresa. No jornal das oito, um vídeo feito com uma microcâmera escondida, mostrava uma reunião da cúpula da mafia italiana na Suíça. Gente poderosa cheia de mortes sobre os ombros. A reunião era na pizzaria de um deles. Nem todos foram presos. Todos tinham (tem) profissões que suscitavam nenhuma suspeita. Um dono de pizzaria, um operário de fábrica, um dirigente de um centro de acolhimento a imigrantes.

” – Para um pouquinho mais trás, assim fica muito na cara. Olha aí. Tá vendo?
– Eu não acho, não. Não tem nada demais. A casa é grande mas normal.
No banco de trás a criança, olhos grudados no iPad clama.
– Que coisa chata. Vai demorar?
– Não, é só um minutinho. Então, quem você conhece que mora numa mansão dessas?
– O R. W. mora.
– Mas o R. W. é CEO de uma multinacional, imagina o salário dele! E outra: eles têm babá e empregada. Quem aqui tem babá e empregada?
– Todas as brasileiras ricas. E as russas.
– Mas ele é da Italia! Da italia!
– Raciocina comigo: o cara é cafonão, a mulher vem do país mais pobre do leste europeu, ela é mega perua, eles moram numa mansão e têm empregada e babá. É normal?
– Olha, o comércio pode dar bastante dinheiro.
– Meu! Que comércio? O cara vende alisante de cabelo brasileiro e ficou rico desse jeito? Quem na Suíça usa alisante de cabelo fora uma meia dúzia de brasileiras e caribenhas?
– Sei lá. Deve ter salão que compra.
– Ok. Mas aí a ter uma mansão, babá e empregada…
– Isso é preconceito!
– Não é preconceito, só estou juntando as peças.
– Saaaaaaaaco. Vamos embora. Vai demorar?
– Peraí, querida.
– O que a gente tá fazendo aqui perto da casa da minha amiga?
– Nada. Estamos vendo como a casa é bonita.
– Então… pensa. creme alisante do Brasil, italiano da Calábria, conexão na Moldávia, mansão… Entendeu?
– Não!
– Já pensou que nos potes de alisante pode ter pasta de cocaína?
-Que viagem…
– É óbvio, é claro! Ele é traficante! Ele é da máfia calabresa! Ele traz a pasta nos potes do Brasil, a mulher é a conexão com a mafia do leste europeu, ele distribui pela Europa.
– O que é traficante? Ai, que saco… vamos embora?
– Traficante é uma profissão de comércio, de vender umas coisas.
– E o pai da minha amiga faz isso? Cool!
– Você não vai falar nada pra ela, né?
– Por que? Não pode falar?
– Melhor não.
– Vou falar! Vou falar! Se a gente não for embora agora, amanhã eu vou falar que meus pais ficaram escondidos olhando a casa dela e que minha mãe falou que o pai dela é trafi… traficoin… como é mesmo a palavra dessa profissão?
– Comerciante.
-Você falou outra coisa.
– Não, xuxu, eu disse comerciante mesmo. Vamos embora, outro dia a gente conversa sobre isso.”
Três dias depois o homem toca a campainha da minha casa com um saco enorme de mexericas. Eu abro, ele beija o dorso da minha mão. Diz que trouxe especialmente pra mim as mexericas da Calabria, dá uma piscadinha de olho e vai embora.
Nunca mais nos vimos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: